Suplementação de Probióticos: Características e Mecanismo de Ação

O número de pessoas obesas ou com sobrepeso está aumentando gradativamente em todo o mundo. A Organização Mundial da Saúde (OMS) indica que a obesidade quase dobrou em todo o mundo desde 1980, e mais de 1,4 bilhão de adultos apresentaram sobrepeso ou obesidade na última década.

A obesidade é um importante fator de risco para o desenvolvimento de diabetes, hiperlipidemia, hipertensão, aterosclerose, esteatose hepática e doenças cardiovasculares.

Portanto, estratégias para prevenir e melhorar a obesidade, particularmente diminuindo o acúmulo de gordura visceral, são importantes para o controle dos distúrbios metabólicos.

Mecanismo de Ação dos Probióticos na Obesidade

  1. Redução da Translocação de Lipopolissacarídeos
  2. Redução de Citocinas Inflamatórias

Os probióticos melhoram a homeostase da glicose, a inflamação, reduz o peso e a massa gorda e protege contra o estresse oxidativo. Além disso, tem sido hipotetizado que diferentes espécies microbianas poderiam modular a composição de ácidos graxos em tecidos cruciais para o metabolismo do hospedeiro:

↑ Ácido Eicosapentaenoico e Docosahexaenoico ➡ Propriedades Anti-inflamatórias e Hipolipemiantes

Evidências recentes sugerem que existe uma associação entre doenças metabólicas e microbiota intestinal. Estudo Comprova que a ingestão de Suplementação de Probióticos diminui o Nível de Glicose Plasmática em Jejum.

O estudo clínico randomizado e duplo-cego conduzido por (Razmpoosh et al., 2019) teve como objetivo avaliar os efeitos da suplementação de probióticos em marcadores bioquímicos de pacientes com diabetes tipo 2.

Para isso, 60 indivíduos diagnosticados com diabetes mellitus tipo 2 foram selecionados e divididos em dois grupos, no qual receberam durante 6 semanas: Grupo 1 Probióticoterapia 1 cápsula 2 vezes o dia; Grupo 2 Placebo;

Resultados:

  • Quando comparado os grupos, foi observado uma diminuição significativa e aumento nos níveis de glicose em jejum (P = 0,001) e HDL-C (P = 0,002) no grupo 1, respectivamente;
  • Nenhuma alteração significativa foi observada dentro e entre as comparações dos grupos nos níveis de insulina, triglicerídeos, colesterol total, resistência à insulina e medidas antropométricas, incluindo peso, circunferência da cintura e índice de massa corporal (todos P> 0,05);
  • Nenhum dos participantes relatou efeitos adversos dos suplementos probióticos.

Conclusão:

Os resultados do presente estudo demonstraram uma diminuição significativa no nível de glicose plasmática em jejum através da suplementação de probióticos dentro do grupo de comparação.

Formulações para a Redução da Gordura Corporal e Diabetes Mellitus Tipo 2

Cápsulas Simbióticas no Manejo da Diabetes Mellitus Tipo 2

Cápsulas Simbióticas
Lactobacillus acidophilus…………2×109 UFC
Lactobacillus casei…………..……. 7×109 UFC
Lactobacillus rhamnosus………1,5×109 UFC
Lactobacillus bulgaricus….………2×108 UFC
Bifidobacterium breve……..……..3×1010 UFC
Bifidobacterium longum…..………7×109 UFC
Streptococcus thermophilus…..1,5×109 UFC
FOS qsp…………………..…………….1 Cápsula

Administrar 1 cápsula 2 vezes ao dia ou conforme orientação médica.

Redução da Gordura Abdominal

Cápsulas de K. parviflora
Kaempferia parviflora……………..150 mg
Excipiente qsp……………………1 Cápsula

Administrar 1 cápsula ao dia ou conforme orientação médica.

Um estudo randomizado, duplo-cego, controlado por placebo conduzido por Yoshino et al., (2018) foi desenvolvido para avaliar a eficácia e a segurança da suplementação de Kaempferia parviflora (KPE). Os resultados indicam que a ingestão contínua de KPE reduz a gordura abdominal em humanos saudáveis com um IMC≥24 e <30 kg/m2. KPE pode, portanto, ser um suplemento útil e seguro para prevenir e melhorar a obesidade e o desenvolvimento de distúrbios metabólicos relacionados à essa patologia.

Manejo das Alterações Cardiovasculares na Obesidade

L-arginina Melhora Parâmetros Antropométricos e Bioquímicos e Pressão Arterial

Sachês de L-arginina
L-arginina…………………………….1 ou 2 g
Excipiente qsp………………………1 Sachê

Administrar 1 sachê 3 vezes ao dia ou conforme orientação médica.

Esse estudo avaliou a influência da suplementação de L-arginina sobre índices bioquímicos e antropométricos associados a doenças cardiovasculares em indivíduos obesos. A suplementação oral de L-arginina melhorou parâmetros antropométricos, pressão arterial e alguns índices bioquímicos sanguíneos associados com a prevenção de doenças cardiovasculares (Dashtabi et al., 2016).

Redução das Complicações Relacionadas à Obesidade com Pomegranate

Cápsulas de Pomegranate
Pomegranate………………………..500 mg
Excipiente qsp……………………1 Cápsula

Administrar 2 cápsulas ao dia ou conforme orientação médica/ nutricional.

O extrato de pomegranate contém antioxidantes únicos que protegem as células endoteliais contra o dano oxidativo. Atua como cardioprotetor, prevenindo possíveis danos às paredes vasculares, promovendo níveis saudáveis de pressão sanguínea e aumentando o fluxo de sangue para o coração através de mecanismos de redução do estresse oxidativo (Hosseini et al., 2016).

Referências Bibliográficas

RAZMPOOSH, E. et al. The effect of probiotic supplementation on glycemic control and lipid profile in patients with type 2 diabetes: A randomized placebo controlled trial. Diabetes Metab Syndr, v. 13, n. 1, p. 175-182, Jan – Feb 2019. ISSN 1871-4021.

DASHTABI, A. et al. Oral L-Arginine Administration Improves Anthropometric and Biochemical Indices Associated With Cardiovascular Diseases in Obese Patients: A Randomized, Single Blind Placebo Controlled Clinical Trial. Res Cardiovasc Med, v. 5, n. 1, p. e29419, Feb 2016. ISSN 2251-9572 (Print)

HOSSEINI, B. et al. Effects of pomegranate extract supplementation on inflammation in overweight and obese individuals: A randomized controlled clinical trial. Complement Ther Clin Pract, v. 22, p. 44-50, Feb 2016. ISSN 1744-3881.

Yoshino S, Awa R, Miyake Y, et al. Daily intake of Kaempferia parviflora extract decreases abdominal fat in overweight and preobese subjects: a randomized, double-blind, placebo-controlled clinical study. Diabetes Metab Syndr Obes. 2018;11:447-458. Published 2018 Aug 28. doi:10.2147/DMSO.S169925

Gomes AC1, de Sousa RG1, Botelho PB1, Gomes TL1, Prada PO2, Mota JF1. The additional effects of a probiotic mix on abdominal adiposity and antioxidant Status: A double-blind, randomized trial. Obesity (Silver Spring). 2017 Jan;25(1):30-38. doi: 10.1002/oby.21671.