Recentemente, muitas pessoas têm associado um metabolismo lento à dificuldade de ganhar ou perder peso. Mas poucas sabem exatamente como se dá esta relação.

Antes de chegar a qualquer tipo de conclusão, é importante entender um pouco dos processos bioquímicos do nosso corpo. 

Neste artigo você vai aprender mais sobre:

  • O que é metabolismo?
  • Anabolismo
  • Catabolismo
  • Metabolismo x Peso
  • O que é idade metabólica
  • O que significa ter metabolismo lento?
  • Sinais de Metabolismo lento
  • Hábitos que deixam metabolismo mais lento
  • O que fazer para acelerar o metabolismo?
  • Como a Farmácia de Manipulação pode te ajudar?

 

O que é metabolismo?

Chamamos de metabolismo o processo responsável pela quebra dos alimentos, transformando eles em energia, através da digestão e eliminação de resíduos.

Todo e qualquer metabolismo celular pode ser dividido em processos anabólicos (anabolismos) e processos e catabólicos (catabolismos).

Anabolismo

Anabolismo o processo em que o corpo constrói moléculas complexas, a partir de de moléculas simples, consumindo energia para tal.

Durante os processos anabólicos o corpo cria novas células, produz novas enzimas ou substâncias. Por exemplo, a construção de músculos o acúmulo de tecido adiposo, são ações distintas, que resultam de processos anabólicos.

Catabolismo

O Catabolismo é o conjunto de reações bioquímicas na quebra de moléculas complexas em moléculas menores. Geralmente, processos catabólicos fornecem energia para o corpo.

Qual é a relação entre metabolismo e peso?

Por mais que o metabolismo seja relacionado a mais funções orgânicas, ele é comumente associado ao peso corporal.

Para entender como metabolismo e peso se relacionam é preciso entender o seguinte: o peso de um indivíduo é determinado pelo balanço energético dele. Ou seja, ele é diretamente influenciado pelo total de calorias consumidas ao longo do dia e pelos gastos calóricos tidos naqueles mesmo período.

Nos casos em que a pessoa consome mais calorias que o necessário e não realiza atividades necessárias para queimá-las, a energia que sobra é armazenada pelo corpo.

Já quando consumimos menos calorias que o necessário e praticamos mais atividades físicas, o gasto de energia é maior e emagrecemos. Pois além de não acumularmos gordura, nosso organismo utiliza as nossas “reservas” como fonte para realizar seus processos.

Ou seja, com base nessas informações é fácil compreender que a relação do peso com o metabolismo se dá a partir da diferença entre entre o catabolismo e o anabolismo.

Sendo o catabolismo a energia liberada pelo corpo durante a digestão e o anabolismo a quantidade de energia que o organismo utiliza

O que é idade metabólica

A idade metabólica  é uma média entre a sua taxa metabólica basal (energia que necessitamos para manter os nossos sistemas corporais ativos) e a taxa metabólica basal de outros indivíduos com uma idade cronológica aproximada à sua.

O cálculo da idade metabólica leva em consideração:

  • Composição do corpo;
  • Circunferência da cintura;
  • Pressão sanguínea em repouso.

O que significa ter metabolismo lento?

Por mais que exista algo como o cálculo da idade metabólica, o metabolismo é particular a cada indivíduo. 

Normalmente, pessoas com um metabolismo mais lento têm dificuldade para digerir o alimento. O que faz com que o corpo leve mais tempo para receber os nutrientes necessários e demore mais para transformar  as calorias ingeridas em energia; o que pode resultar no acúmulo de gorduras.

Sinais de metabolismo lento

Podemos considerar sinais de que o corpo está com um metabolismo mais lento que indicado:

  • Ganho de peso com facilidade;
  • Dificuldade para perder peso;
  • Ganho de peso, mesmo com alimentação reduzida;
  • Acúmulo de gordura em novas áreas;
  • Formação de celulite em novas áreas;
  • Calcanhares rachados e queda de cabelo.

Hábitos que deixam metabolismo mais lento

Algumas vezes o metabolismo pode aparecer associado a algumas doenças ou simplesmente à idade. Porém, alguns hábitos podem fazer com que o nosso metabolismo desacelere. São eles:

  • Dormir pouco

Uma noite de sono mal dormida não prejudica apenas a qualidade do seu sono. Quando dormimos pouco ou dormimos mal, interferimos diretamente na performance do metabolismo e no equilíbrio hormonal.

  • Beber pouca água

A água é essencial para a nossa vida e para diversos processos químicos que acontecem no nosso corpo. Logo, é natural que a baixa ingestão contribua para um metabolismo preguiçoso.

Além disso, o consumo adequado de água ajuda na redução da ingestão calórica. Isso acontece porque é muito comum que o nosso cérebro confunda fome com sede.

Para saber se você está bebendo a quantidade ideal de água, preste atenção à sua urina. Se a sua urina quase transparente e com pouco odor você provavelmente está bem hidratado. Se estiver amarelo forte, e com odor intenso significa você está precisando aumentar a ingestão de água.

  • Ficar muito tempo sentado

Quando passamos muito tempo sentados, nosso corpo entra no “modo de conservação de energia”.

Esse hábito pode não só afetar o seu metabolismo, como pode interferir diretamente na capacidade do corpo de regular o açúcar no sangue e a pressão sanguínea.

  • Pular o café da manhã

Não é a toa que o café da manhã é conhecido como a refeição mais importante de dia. Isso acontece porque, durante o período do sono, o seu metabolismo entra em repouso, e o café da manhã atua como uma espécie de “despertador”.

Ou seja, quanto mais tempo você demorar para ingerir o seu café da manhã. Mais tempo o seu corpo vai passar conservando energia, em vez de gastando.

O que fazer para acelerar o metabolismo?

Se você suspeita que o seu metabolismo pode estar mais lento que o normal, seu primeiro passo é marcar uma consulta com um nutrólogo ou nutricionista.

Este profissional da saúde vai poder realizar todos os exames necessários para entender o que está acontecendo com o seu organismo, além de te orientar na melhor abordagem para um tratamento.

Além disso, você pode incluir algumas mudanças de hábito que vão te ajudar a acelerar o seu metabolismo. Dentre elas podemos citar:

  • Aposte em um prato colorido!

Durante as refeições, diversifique os seus alimentos. Fazendo o possível para ingerir as quantidades ideais de carboidratos, proteínas, fibras, vitaminas, sais minerais e gorduras boas.

As proteínas demandam maior energia para serem digeridas e as gorduras (boas) auxiliam na quebra das próprias gorduras armazenadas no organismo.

  • Capriche na ingestão de fibras

As fibras exigem um esforço maior do nosso organismo para serem digeridas. Isso faz ajuda a retardar a liberação de glicose no organismo e prolongam a sensação de saciedade.

  • Pratique atividades físicas regularmente

A prática regular de exercícios físicos é fundamental para aumentar a taxa metabólica. Além disso, músculos são grandes queimadores de energia, mesmo em repouso. O que faz com que praticar atividades como musculação seja um ótimo jeito de manter o metabolismo acelerado mesmo horas após o término do exercício.

Quer saber mais sobre dicas alimentares? Assista a gravação da live que realizamos com Dra. Elisangela Marques.

Como a Farmácia de Manipulação pode te ajudar?

Sempre sob a orientação de um profissional de saúde, a farmácia de manipulação pode auxiliar você no preparo de uma fórmula personalizada, levando em conta as necessidades individuais do seu organismo.