Com a pandemia do novo Coronavírus, houve aumento na demanda e no uso do álcool em gel para assepsia das mãos e para a descontaminação de objetos e com isso diversas dúvidas foram surgindo também.

Origem

O álcool como antisséptico começou a ser utilizado no Antigo Egito, quando eram realizados tratamento de feridas com vinho e essa prática foi continuada, mesmo quando ainda não havia total conhecimento sobre suas características antissépticas. Foi apenas no fim do século XIX que alguns cirurgiões começaram a utilizar o álcool para a higienização das mãos e com algumas pesquisas realizadas no século XX, foi evidenciada a eficiência contra microrganismos como vírus, e fungos.

Cuidados no uso e armazenamento

  • Manter fora do alcance de crianças
  • Não Aplicar em mucosas (oral, nasal, auditiva e genital)
  • Não inalar ou aspirar o produto
  • Manter longe de equipamentos que podem gerar aquecimento ou faíscas
  • Não fumar durante o uso do álcool
  • Manter em local limpo, com temperatura entre 15 ºC e 30 ºC, com o recipiente devidamente fechado

Concentração

O grau alcoólico de uma solução pode ser medido de duas maneiras: percentual de massa (ºINPM) e percentual de volume (ºGL), sendo assim, dois possíveis valores diferentes para o mesmo produto. Isso ocorre pois a densidade do álcool é 0,789 g/cm³, sendo que em uma solução a 70º INPM, a quantidade em massa de álcool é maior do que a quantidade em massa de álcool na solução a 70º GL.

Hidratação

O álcool para ter seu efeito bactericida, desnatura proteínas da membrana do microrganismo e quando entra em contato com a pele ocorre um comprometimento do fator natural de hidratação levando ao ressecamento das mãos.

Para minimizar a desidratação, os produtores de álcool adicionam propanotriol orgânico. Essa substância é um umectante e sua ação hidratante ocorre pois o ativo absorve a água do ambiente e mantêm na superfície da pele, deixando-a hidratada.

Referências

DOS SANTOS, A. A. M., VEROTTI, M. P., SANMARTIN, J. A., MESIANO, E. R. A. B.  Importância Do Álcool No Controle De Infecções Em Serviços De Saúde.

Norma NBR 14725 “Produtos Químicos e Informações sobre Segurança, Saúde e Meio Ambiente”